Estilo de gin? Tem sim!



O Gin é uma bebida cheia de surpresas. Nossa escolha é o estilo London Dry - já conhece o Ouropretana London Dry Gin? -, mas há outras formas de se fazer gin. Vamos conhecer?


London Dry: a receita clássica veio da adaptação do gin holandês, levado para a Inglaterra pelos soldados ingleses. Este estilo é o mais famoso e consumido no mundo. Tem como características ser uma bebida incolor, com botânicos que amplificam o sensorial.


Genever: este é o gin originalmente holandês. São quatro variações:

  • Jonge (Young/Nova): é a versão mais popular da bebida holandesa. É incolor e suave.

  • Onde Jenever (Old Genever/Velha): passa por um período curto de envelhecimento e tem maior quantidade de malte na composição. Por isso, tem um tom ligeiramente amarelado.

  • Citronengenever: sua cor amarelo-limão é uma característica marcante. O sabor de limão também é bastante acentuado.

  • Bessen Genever: nesta variação, a cor é de um vermelho escuro intenso, semelhante a um licor.

Plymouth: uma característica marcante deste estilo é o aroma mais acentuado que o estilo London Dry. É produzido na abadia de Plymouth e, durante anos, foi o preferido da marinha inglesa.


Old Tom: um estilo quase em extinção, que teve seu ponto áureo no século XVIII.


Sloe: neste estilo, após a destilação, a bebida recebe uma infusão de sloeberries, uma espécie de fruta selvagem próxima à ameixa. A infusão, e também o envelhecimento em cascos de madeira, dão a este estilo uma cor avermelhada peculiar.



Texto: Marcela Ayres (sob supervisão de Aline Monteiro Homssi)

Foto: Leonardo Homssi





15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo