Um belo adro para uma bela igreja


Quem chega de Ouro Preto, vindo de Belo Horizonte, se depara logo com a Igreja de Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia e seu largo. O risco - como se chamava o desenho projeto técnico - da igreja é atribuído ao arquiteto Manuel Francisco de Araújo. A construção foi iniciada em 1772, e há registros de que, em 1840, a obra ainda não estava concluída.


Arquitetonicamente, a Igreja das Mercês e Misericórdia, também chamada pelos ouro-pretanos de Mercês de Cima, é simples. A fachada tem uma única torre central, construída no século XIX. A estrutura em pedra sabão no frontão representa a Virgem das Mercês de braços abertos, protegendo, com seu manto, os cativos, como é típico nesta ordem religiosa. A obra, executada em 1810, foi atribuída a Aleijadinho, por sua semelhança com os traços do artista. O interior também é simples, mas muito belo.


O adro, que se estende em direção à Praça Tiradentes, é um dos pontos favoritos dos turistas para fotografar a cidade e, também, para fazer selfies. A gente concorda: é um mirante muito bonito para apreciar o centro histórico de Ouro Preto.


A imagem de Nossa Senhora das Mercês foi roubada e, depois, recuperada. Mas isso é história para outro post.



Foto: Leo Homssi

2 visualizações0 comentário

Cervejaria Ouropretana LTDA | CNPJ: 16.745.318/0001-31 | 

R. Nossa Senhora das Mercês, 55  - Cachoeira do Campo - Ouro Preto/MG - CEP35410-000

contato@ouropretana.com.br  / 31. 98818-0646

© Todos os direitos reservados. 2020

  • Facebook
  • Pinterest
  • Instagram

É proibida a venda de bebidas alcoólicas

para menores de 18 anos